Casa do Cinza

"O amor não cogita de recompensa. É um sentimento que se basta." Dr. Odilon Fernandes


Deixe um comentário

TERAPIA PELA ORAÇÃO

Consideremos a oração como sendo o mais eficiente recurso
terapêutico, para a profilaxia das enfermidades que avassalam a criatura.
Diante dos irmãos colhidos pelas enfermidades espirituais,
utilizemo-nos da oração como o enfermeiro diligente aplica o bálsamo
refrigerador na ferida em chaga viva.
A oração irradia vibrações balsamizantes, que diminuem a ardência do
sofrimento no ser desesperado, diminuindo-lhe a angústia.
Abre o canal do entendimento, a fim de que, em duas vias, o apelo da
alma se dirija a Deus e a resposta divina chegue à criatura.
Enseja a inspiração de quem a formula e a tranquilidade em que a
recebe.
Em qualquer circunstância, especialmente no intercâmbio pela
mediunidade a serviço da desobsessão, a prece, ungida de amor, é dos mais
salutares recursos para se alcançar a meta do entendimento que se busca.
Por isto, o Apóstolo asseverava: Orai sempre e sem cessar.
(De: “Suave Luz nas Sombras”, de Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito João
Cléofas)


Deixe um comentário

A MORTE NÃO É NADA – SANTO AGOSTINHO

A MORTE NÃO É NADA – SANTO AGOSTINHO

A morte não é nada.
Apenas passei ao outro mundo.
Eu sou eu. Tu és tu.
O que fomos um para o outro ainda o somos.
Dá-me o nome que sempre me deste.
Fala-me como sempre me falaste.
Não mudes o tom a um triste ou solene.
Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos.
Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo.
Que o meu nome se pronuncie em casa
como sempre se pronunciou.
Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.
A vida continua significando o que significou:
continua sendo o que era.
O cordão de união não se quebrou.
Porque eu estaria for a de teus pensamentos,
apenas porque estou fora de tua vista ?
Não estou longe,
Somente estou do outro lado do caminho.
Já verás, tudo está bem.
Redescobrirás o meu coração,
e nele redescobrirás a ternura mais pura.
Seca tuas lágrimas e se me amas,
não chores mais.
Sto Agotostinho


Deixe um comentário

No lar

do Evangelho.
O Lar é o coração do organismo social.
Em casa, começa nossa missão no mundo.
Entre as paredes do templo familiar,
preparamo-nos para a vida com todos.
Seremos, lá fora, no grande campo da
experiência pública, o prosseguimento daquilo
que já somos na intimidade de nós mesmos.
Fujamos à frustração espiritual e busquemos no
relicário doméstico o sublime cultivo dos nossos
ideais com Jesus. O Evangelho foi iniciado na
Manjedoura e demorou-se na casa humilde e operosa
de Nazaré, antes de espraiar-se pelo mundo.
Sustentemos em casa a chama de nossa esperança,
a Revelação Divina, praticando a fraternidade e
crescendo em amor e sabedoria, porque, segundo a
promessa do Evangelho Redentor, “onde estiverem dois
ou três corações em Seu Nome“, aí estará Jesus,
amparando-nos para a ascensão à Luz Celestial, hoje,
amanhã e sempre.

-Scheilla


Deixe um comentário

CARTA DE FLORES AO CHICO

CARTA DE FLORES AO CHICO

Querido Chico,
Como vai? Tudo bem? Por aqui continuamos a nossa vida de sempre. Se você estivesse aqui em nosso plano físico faria 103 anos no dia de hoje e por isso te escrevo. Sabe, Chico tenho saudades das reuniões da Casa da Prece, mas sempre me lembro que esperava com mais ansiedade as reuniões aos domingos na casa da Tia Amália, onde aprendi muito com você. Me lembro quando uma senhora que queria te conhecer, pensando em elogiá-lo te chamou de Papa do Espiritismo. Eu era um adolescente de uns 17 anos e prestei muita atenção. O programa Fantástico da Globo mostrava a reportagem do novo Papa João Paulo Segundo e você se emocionou respondendo a senhora dizendo: esse será o peregrino. O homem de muitas línguas dos povos da terra. Emmanuel soprou em seus ouvidos. Foi lindo e nunca mais me esqueci. Naquele tempo o espiritismo ainda sofria preconceitos mas hoje tudo melhorou. Claro que muita gente passou a falar de sua historia, de sua vida e reconhecer sua luta em favor das mães sofredoras depois dos filmes sobre sua vida e sua obra. Me lembro quando você na mesma noite respondeu aquela senhora que você não era Papa de nada e quando a televisão falou sobre uma iniciante campanha para o prêmio Nobel você me perguntou se eu sabia o seu nome inteiro. Eu respondi que sim, que era Francisco Cândido de Paula Xavier e então você completou carinhosamente: não Alexandre, sou apenas o Chico, ou melhor sou um Cisco. Cisco Xavier. Todos se emocionaram e nesse momento um perfume de rosas tomou conta da sala da casa da Tia Amália. Querido Chico, quero te dar os parabéns pelo aniversario, mas hoje tenho mesmo é que te agradecer. Te agradecer por tudo que a vida me deu, porque seu amor, seu exemplo e sua influência foram decisivas em minha vida.
Receba minhas humildes flores pelo seu aniversario.
Alexandre Augusto Fernandes Saad (Guti)


10 Comentários

Oração do evangelho no lar

Senhor Jesus,
Amado Mestre e Comandante da Terra

O Senhor seja louvado!
Somos devedores do passado e trabalhadores da última hora.

Rogamos humildemente, Senhor
Pela inferioridade que nos caracteriza,
Que nos ajude a ficar livre de toda sorte de tentações,
Que não nos deixe sucumbir às tentações carnais e financeiras,
Que não nos permita ceder a ira e ao ódio, ao egoismo e a luxúria,
Que nos livre da vaidade e do orgulho destruidor, e que nos ensine a praticar a caridade e o perdão sob a esfinge do amor incondicional.

Senhor,
Que nos seja possível vibrar na tua freqüência,
Para que as nossas preces ultrapassem as ondas pesadas da inferioridade
E avancem sobre o espaço sideral, rompendo as formas-pensamentos negativas, alcançando as hostes celestiais onde habitas, Senhor!

Sabemos que somente a prática do amor incondicional é que pode nos levar a ti, Senhor, e que exercer o bem nos fará suportar e ajudar na transição planetária em curso.


Senhor!

Buscamos a renovação constante na oração, porque cremos que renovar a fé, na certeza de um futuro cada dia melhor,
Nos ajuda a cumprir a parte que nos cabe nessa etapa evolutiva.

Assim, Senhor,
Pleno de tua bondade,
Não fraquejaremos na esperança,
Não nos desviaremos das instruções abençoadas da doutrina consoladora e pela tua misericórdia,
Continuaremos a receber o teu auxílio e dos seus enviados, na inspiração necessária para o nosso culto que agora iniciamos.
Beneficiando aos presentes e aos ausentes, encarnados e desencarnados, sentimo-nos abençoados pela teu infinito amor.
Obrigado Senhor!

Assim seja.

culto 01/04 (Oração de abertura sugerida para o Evangelho no Lar)


Deixe um comentário

O despertar de Bezerra

“Um dia, perguntei ao Dr. Bezerra de Menezes qual foi a sua maior felicidade, quando chegou ao plano espiritual. Ele respondeu-me: – Minha maior felicidade, meu filho foi quando Celina, a mensageira de Maria Santíssima, se aproximou do leito em que eu ainda estava dormindo e, tocando-me falou, suavemente: – Bezerra, acorde, Bezerra! Abri os olhos e vi-a, bela e radiosa. – Minha filha é você, Celina?! – Sim, sou eu, meu amigo. A mãe de Jesus pediu-me que lhe dissesse que você já se encontra na Vida Maior, havendo atravessado a porta da imortalidade. Agora Bezerra, desperte feliz. Chegaram os meus familiares, os companheiros queridos das hostes espíritas que me vinham saudar. Mas, eu ouvia um murmúrio, que me parecia vir de fora. Então, Celina me disse: – Venha ver, Bezerra. Ajudando-me a erguer-me do leito, amparou-me até uma sacada, e eu vi, meu filho, uma multidão que me acenava, com ternura e lágrimas nos olhos. – Quem são, Celina? – perguntei-lhe. Não conheço ninguém. Quem são? – São aqueles a quem você consolou, sem nunca perguntar-lhes o nome. São aqueles espíritos atormentados que chegaram às sessões mediúnicas e a sua palavra caiu sobre eles como bálsamo numa ferida em chaga viva; são os esquecidos da Terra, os destroçados do mundo, a quem você estimulou e guiou. São eles que o vêm saudar no pórtico da eternidade. . . E o Dr. Bezerra concluiu: – A felicidade sem limites existe, meu filho, como decorrência do bem que fazemos, das lágrimas que enxugamos, das palavras que semeamos no caminho, para atapetar a senda que um dia percorreremos.