Estudo, Odilon Fernandes

MEDIUNIDADE EM ESTUDO – Odilon Fernandes/ C. Baccelli cap 6

SINTONIA E AFINIDADE
“…  procuram  (os  espíritos)  o intérprete  que  melhor simpatiza  com  eles e  que  mais  exatamente  traduz seus  pensamentos.  Se  não  houver  entre  eles  simpatia, o  espírito do  médium  é  um  antagonista  que traz  uma certa  resistência e  torna-se um intérprete  de  pouco valor  e  frequentemente  infiel.” (Cap. XIX  – Papel  do médium  nas comunicações espíritas)

Quanto  maior  a  afinidade  entre  o médium  e o  espírito,  maior  o  entrosamento psíquico  que  entre  os  dois  se  estabelece. Em  mediunidade,  sintonia  a  afinidade  não  se  improvisam. O  médium,  para  ganhar  a  simpatia dos  Bons  Espíritos,  carece  de  provar  a  eles a  sua  sinceridade  de  propósitos. Os  espíritos,  de  maneira  geral,  aproximam-se  aleatoriamente  dos  encarnados,  mas os  espíritos  sérios  procuram  estreitar  laços com aqueles  que  estejam  imbuídos  dos  mesmos sentimentos  e  intenções. Quase  sempre,  a  simpatia  entre  médium e  espírito,  com  finalidade  de  trabalho  construtivo  no  bem,  é  anterior  à  encarnação  atual. A familiaridade  entre  médium  e  espírito é  de  suma  importância  para  que  ambos  possam servir  em regime  de  confiança recíproca. Portanto,  no  transe  mediúnico,  a combinação  fluídica  e  a  homogeneidade  das vibrações  que  ocorrem  é  consequência  de causas  mais  profundas  a  envolver  os  seus protagonistas. A  conexão  mediúnica  não  acontece instantaneamente  e  nem  pode  estar  sujeita a  constantes  interrupções. Podemos  dizer  que,  entre  médium  e espírito  com tarefa  a ser  desenvolvida,  o  contato é  permanente,  sem  que,  necessariamente,  o médium  careça  de  estar  em  transe. Aliás,  o  transe  mediúnico  mais  profundo  é o  que  acontece  com  características de  maior  naturalidade  possível,  sem  extravagância.
Nos  quadros  obsessivos,  por  consentimento  indireto,  tem-se  a  sujeição  de  uma mente  à  outra.  Na  mediunidade  evangelizada, o  que  se  tem  é  uma  anuência  bilateral,  sem imposição  de  qualquer  espécie. Na  obsessão,  a  insanidade.  Na mediunidade,  a  lucidez. Na  obsessão,  muitas  vezes,  o  ódio. Na mediunidade,  o  amor  sempre. Quando  um  médium  não  corresponde à  expectativa  do  espírito,  por  mais  que  este lhe  tenha  afeição,  procura  outro. Nesse  sentido,  é  bom  lembrar  que  o médium  possui  igual  direito:  se  o  espírito o  contraria  em  algum  aspecto,  o  médium pode  e,  mesmo,  deve  “substituí-lo”. No exercício  cotidiano  da  mediunidade, o  médium,  por  seu  esforço  e  devotamente), aliados  ao  conhecimento  adquirido,  promove uma natural  seleção  dos  espíritos  com  os  quais se  permite  entrar  em  comunicação. O  espírito  mistificador  não  encontra campo  de  atuação  no  psiquismo  do  médium comprometido  com  a  Verdade.  Isso  não significa  que  ele  não  possa  ser  assediado sim,  ele  o  poderá  ser,  como  o  Cristo  foi tentado  no  deserto,  mas  não  oferecerá receptividade. A  relação  entre  espírito  e  médium, em  tudo,  é  semelhante  à  relação  existente entre  duas  pessoas  encarnadas:  sem verdadeira  reciprocidade  de  sentimentos,  a amizade  não  se  solidifica. Mesmo  o  médium  que  atua  nas sessões  de  desobsessão,  concedendo  passividade  a  espíritos  que,  por  seu  intermédio, se  manifestam  esporadicamente,  conta  com a  supervisão  de  um  instrutor  desencarnado que  o  auxilia  na  tarefa.  Em  tais  casos,  pode, inclusive,  ocorrer  uma  “dupla  incorporação”, ou  seja:  o  médium  alberga  em  seu  psiquismo  o espírito  comunicante,  sob  o  controle  direto  da entidade  espiritual  que  esteja  a  tutelá-lo.  Este fenômeno,  que  também  poderemos  chamar  de incorporação  assistida  (temos  ainda  a  escrita assistida)  é  mais  frequente  do  que  se  imagina. Na psicografia  de  espíritos  que  redigem  cartas aos  seus  familiares  encarnados,  o  controle, quase  sempre,  é  exercido  por  espíritos  de maior  sintonia  e  afinidade  com  os  médiuns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s