Estudo, Mensagens enviadas

Mensagem de Alfred Schultz sobre o futuro do Brasil

Amigos da Casa do Cinza, em meio a tantos problemas dos dias atuais, várias mensagens tem sido divulgadas sobre a transição planetária e o futuro do Brasil. Abaixo segue uma mensagem do espírito Alfred Schutz, psicografada recentemente pelo médium Adriano Correia Lima e publicada em 06/09/2015, com conteúdo interessante para  estudos. O texto começa com intimidades e brincadeiras do espírito para com o médium, mas depois se mostra muito consistente. Transcrevo tal como publicado.

Eis a Psicografia do Mentor para hoje:

“Filhos e Filhas da Terra, o que eu faço com este Médium problemático e racional demais que tenho que trabalhar?rsrs…Enfim, depois de mais de 40 dias de férias forçadas, eis que ele voltou a psicografar as minhas mensagens. Se eu não tivesse tantos laços kármicos com o Adriano, teria abandonado o barco…rsrs…Sério, quem me acompanha aqui sabe que tenho dado avisos sobre a gravidade de situação planetária. Depois que desencarnei, estou trabalhando na área de planejamento reencarnatório na colônia espiritual de Alvorada Nova. Falei aqui, meses atrás, que os europeus iriam pagar pelo imperialismo contra os povos da África, Ásia e Oriente Médio. Essa crise de refugiados é só um começo antes da grande invasão militar organizada, que os deserdados do mundo farão naquele continente. Muitos desses navios de refugiados afundam não por causas naturais, mas por submarinos em missões secretas. A Europa está decrepta do ponto de vista espiritual e caberá a América do Sul oxigenar a sociedade mundial. E vocês que questionam sobre o Brasil, digo que haverá o caos antes de uma nova organização da sociedade. Os espíritos trevosos, nos dois planos de vida, depois de estarem fortes, brigarão entre si e se exterminarão. A atual classe política do Brasil deve ser renovada, pois os seus métodos se assentam na mentira, corrupção e engano. Jovens estão reencarnados para mudar este país. Depois da instabilidade política, o Brasil sairá mais forte e encontrará seu destino, fiquem tranquilos! O número de acidentes automobilísticos, patologias mentais e suicídios crescerão pela ofensiva da espiritualidade inferior, que sabe que estão com seus dias contados. Recomendo aos encarnados muita cautela nas distrações noturnas, onde a bebida ou as drogas criam um campo magnético deletério. Meus amados, levem uma vida mais simples e sem ostentação. Tenham em mente que neste período de transição planetária, precisamos ser cautelosos, prudentes e sóbrios. Saibam que Nosso Senhor e Mestre, Jesus Cristo está no comando da barca terrestre e não há o que temer! Um abraço deste sociólogo do Plano Espiritual.

Alfred Schutz

Breve biografia:

Alfred Schütz (Viena13 de abril de 1899 —Nova Iorque20 de maio de 1959) foi umfilósofo e sociólogo. Nasceu na Áustria e estudou direito em Viena, mas mudou-se para os Estados Unidos em 1939, onde tornou-se membro da New School for Social Research. Schütz dedicou-se àfenomenologia, à metodologia das ciências sociais e às filosofias de Edmund Husserl,William James e outros.

A principal contribuição de Schütz foi desenvolver a filosofia fenomenológica de Husserl como a base de uma filosofia das ciências sociais, particularmente para a teorização formulada por Max Weber.[1]Após a sua ida para os Estados Unidos, em 1939, após a união da Áustria com aAlemanha por Hitler[1] , ele combinou tal aproximação com as teorias de influentes sociólogos norte-americanos, como George Herbert Mead. Embora Schütz nunca tivesse sido aluno de Husserl, ele e seu amigo Felix Kaufmann estudaram a sua obra sistematicamente, procurando uma base para uma “sociologia do entendimento” derivada do trabalho de Max Weber. Seu trabalho resultou no seu primeiro livro Der sinnhafte Aufbau der sozialen Welt, literalmente A construção significativa do mundo social, publicado em inglês comoThe phenomenology of the social world (A fenomenologia do mundo social). Este trabalho chamou a atenção de Husserl, com quem Schütz correspondeu-se e visitou até a morte de Husserl em 1938. Este ofereceu a Schütz a oportunidade de ser seu assistente na Universidade de Freiburg no início da década de 1930, mas Schütz declinou do convite.

Schütz provavelmente foi o único dos grandes sociólogos que preferiu seguir a carreira como advogado em um banco na maior parte de sua vida, dando aulas em parte do tempo na New School for Social Research em Nova Iorque, produzindo trabalhos-chave para o desenvolvimento da sociologia fenomenológica.

Biografias

Wagner, H. R. (1983). Alfred Schutz: An Intellectual Biography. Chicago and London, The University of Chicago Press.Barber, M. (2004). The Participating Citizen: A Biography of Alfred Schutz. New York, State University of New York Press.

Referências

↑ a b Alfred Schütz Stanford Encyclopedia of Philosophy. Visitado em 23 jan 2013.

6 comentários em “Mensagem de Alfred Schultz sobre o futuro do Brasil”

  1. Dia destes vi uma mensagem do mesmo “mentor” e fiquei impressionado de como a mesma destoa completamente do linguajar que os espíritos, de fato interessados em nossa reforma íntima, utilizam. Ao invés de advertência e incentivos amorosos, atemoriza quem lê e, lógico, não edifica. É bem o estilo utilizado por igrejas trágicas que, embora se digam cristãs, há muito deixaram o Evangelho de lado – são extremamente apaixonadas por anunciar tragédias e a proximidade do final dos tempos. Aliás, em uma das mensagens esse mesmo “mentor” também se refere ao “final dos tempos” – entre outras tragédias -, teoria sem o menor fundamento. Ele igualmente se detém mencionando povos, políticos e nações e tomando partido, aspecto não adotado pela grande maioria dos orientadores do plano espiritual, os quais falam (ou escrevem…) sempre de forma generalizada.
    É para se pensar.

    Curtir

    1. Penso igualmente a você, Oswaldo. Recebi esta mensagem e já me chamou a atenção nas primeiras linhas. Como um sociólogo mantém uma linguagem tão simplista? Como se detém a fatos e não a mensagens edificantes. O próprio Divaldo, recentemente, em uma de suas palestras alertou sobre essa onde de mensagens. Sem desmerecer a mensagem, há algo de proveito, mas temos de ficar atentos. Fomentar a tragédia e aumentar a crise moral que vivemos. Precisamos aprender a amar, respeitar e com isso, limpar os miasmas negativos de nosso querido planeta. abraço

      Curtir

  2. Não parecem palavras de um grande filósofo e sociólogo…

    Faz criticas e acusações infundadas ao povo europeu como se eles também não fossem nossos irmãos.

    Enfim a mensagem não passa por um crivo maior de análise em seu conteúdo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s