Mensagens enviadas

18 frases de Divaldo Pereira Franco

image

18 FRASES DE DIVALDO PEREIRA FRANCO!

por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

Rede Amigo Espírita

1. O amor que se faz apaga o mal que se fez.

2. O que temos nós deixamos. O que somos nós levamos.

3. É bom viver, pois cada dia de vida me dá a oportunidade de eu melhorar um pouco mais.

4. O mal que me fazem não me faz mal. O mal que me faz mal é o mal que eu faço porque me torna mal.

5. Utilize as horas com moderação, realizando cada tarefa por sua vez, sem interrupção.

6. Trabalho continuado, rendimento vultuoso.

7. A Dor é quem nos Ensina a Viver.

8. Precavenha-se da agressão do ódio, pelo exercício do amor.

9. Na vida, todos somos semeadores…
Uns semeiam flores e descobrem belezas, perfumes e frutos.
Outros semeiam espinhos e se ferem nas suas pontas agudas.
Ninguém vive sem semear, seja o bem, seja o mal…
Felizes são aqueles que, por onde passam, deixam sementes de amor, de bondade, de afeto…

10. Aceite o sofrimento como fenômeno natural da experiência evolutiva.

11. Recolha, em cada dificuldade, a mensagem oculta de advertência para a vida.

12. Estamos engajados na luta da paz contra a ignorância e o nosso dever deve ser o esforço de semear estrelas na grande noite, a fim de que as sombras sejam vencidas.

13. Mente asseada, corpo equilibrado.

14. Quando afligido pelo cansaço de qualquer procedência, mude de atitude mental e sentir-se-á reconfortado.

15. Ajude o companheiro que segue pelo seu caminho. Aproxime-se e ofereça-lhe amizade. Coloque ao alcance dos outros a fonte generosa da sua amizade, oferecendo as águas cantantes da simpatia fraterna. O verdadeiro amor surge na urna da amizade honesta como jóia preciosa da verdadeira afeição. Amizade é luz no caminho – clareie sua estrada.

16. O homem mantém a comunicação com o Pai Celeste pelos invisíveis fios do pensamento.

17. Modifique, sem mais tardança, o conceito negativo a respeito de quem você conheceu num momento infeliz. A opinião má que se renova contribui para a sementeira da fraternidade.

18. Ninguém poderá carregar os fardos de suas dores. Eduque-se com o sofrimento.
Ninguém entenderá os problemas complexos de sua existência. Exercite o silêncio.
Ninguém seguirá com você, indefinidamente. Acostume-se com a solidão.
Ninguém acreditará que suas aflições sejam maiores do que as do vizinho.
Liberte-se delas, com o trabalho da auto-iluminação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s