André Luíz, Orações, Uncategorized

Oração do perdão (André Luiz)

Pai, quando eu for chamado para junto de Ti, quero partir com o coração aliviado de qualquer sentimento menor que possa reter-me ao vale de lágrimas onde me encontro hoje.

Ah, Meu Deus, que nada do que já vivi e ainda vivo seja obstáculo à minha felicidade amanhã!…

Quando eu me for, quero alçar vôo como fazem as aves que planam livres por sobre as misérias humanas, e que não pousam no chão senão para buscar o alimento que as mantém fortes nas alturas!…

Quando meus olhos se cerrarem à ilusão da carne, é de minha vontade que eu me distancie do mundo com a leveza das almas experimentadas na forja das provas árduas, sem que o peso dos sentimentos menores impeça meu anseio de libertação!

Desejo, Pai, libertar-me, sendo fiel à Tua lei de amor e de perdão!

Eu compreendo que a Terra é a escola onde Tu nos prepara para a angelitude!…

Eu compreendo que o sofrimento é a lição que nos faz avançar para a glória ou estacionar na senda de novas e mais dolorosas provas!…

Eu compreendo que tudo é seleção: os laços, a estrada, os acontecimentos…

De minha atitudes colherei bem ou mal; com minhas decisões talharei o que serei amanhã.

Alegrias infinitas ou sofrimentos sem conta nascem unicamente de meus atos, a revelia do que os outros me fazem ou deixam de fazer…

Por isso, Pai, conduz meu pensamento de tal sorte que, quando chegar minha hora, nada do que vivi possa retardar-me o passo ou prender-me outra vez ao sombrio grilhão da dor.

De todos os momentos experimentados, que eu carregue comigo apenas aqueles que me proporcionaram coisas úteis e felizes.

Que os infortúnios e mágoas do passado não sejam mais peso em meu coração, a impedir a realização dos mais ardentes anseios de felicidade e sublimação!…

As lágrimas que me fizeram verter – eu perdôo.

As dores e as decepções – eu perdôo.

As traições e mentiras – eu perdôo.

As calúnias e as intrigas – eu perdôo.

O ódio e a perseguição – eu perdôo.

Os golpes que me feriram – eu perdôo.

Os sonhos destruídos – eu perdôo.

As esperanças mortas – eu perdôo.

O desamor e a antipatia – eu perdôo.

A indiferença e a má vontade – eu perdôo.

A desconsideração dos amados – eu perdôo.

A cólera e os maus tratos – eu perdôo.

A negligência e o esquecimento – eu perdôo.

O mundo, com todo o seu mal – eu perdôo.

A partir de hoje proponho-me a perdoar porque a felicidade real é aquela que nasce do esquecimento de todas as faltas!…

No lugar da mágoa e do ressentimento, coloco a compreensão e o entendimento; no lugar da revolta, coloco a fé na Tua Sabedoria e Justiça; no lugar da dor, coloco o esquecimento de mim mesmo; no lugar do pranto coloco a certeza do riso e da esperança porvindoura; no lugar do desejo de vingança, coloco a imagem do Cordeiro imolado e o mais sublime dos perdões…

Só assim, Pai, se um dia eu tiver que retornar à carne, poderei me levantar forte e determinado sobre os meus pés e não obstante todos os sofrimentos que experimentar, serei naturalmente capaz de amar acima de todo desamor, de doar mesmo que despossuído de tudo, de fazer feliz aos que me rodearem, de honrar qualquer tarefa que me concederes, de trabalhar alegremente mesmo que em meio a todos impedimentos, de estender a mão ainda que em mais completa solidão e abandono, de secar lágrimas ainda que aos prantos, de acreditar mesmo que desacreditado, e de transformar tudo em volta pela força de minha vontade, porque só o perdão rasga os véus sombrios do ressentimento e da revolta, frutos infelizes do egoísmo e do orgulho, libertando meu coração no rumo do bem e da paz, do amor verdadeiro e da felicidade eterna!

Assim seja

André Luiz (psicografia 2003)

Anúncios
Orações

​PRECE DA PAZ INTERIOR

​PRECE DA PAZ INTERIOR

Acalma a minha alma, Senhor, que se confrange em pesares, ante os problemas mal resolvidos ou sem solução.

Acalma minha alma, Senhor, quando a madrugada chega e o sono não vem para o reclamado repouso do corpo cansado da luta diária.

Acalma minha alma, Senhor e toma minha vida em Tuas mãos. Conduza-me para que eu não me perca nos caminhos tortuosos da tristeza e da depressão que, insistentes, batem à porta de meus pensamentos e do meu coração.

Acalma minha alma, Senhor, equilibra minhas energias e fortalece meu espírito. 

E assim, somente assim, com Teu amor Alicerçando minha vida, é que poderei vencer

Hoje e sempre.

Amém
Autor desconhecido

Orações

Oração à pátria brasileira

Oração à pátria brasileira – Espírito Deodoro, por Divaldo Franco
Por: Deodoro
Psicografia: Divaldo Franco

Pátria brasileira!

Abençoada pela fulgurante luz das estrelas do Cruzeiro do Sul, estás programada pelo Senhor da Vida para que sejas, em futuro não distante, o centro de irradiação do Evangelho restaurado.

Enquanto a Humanidade sofre a noite terrível que se abate sobre a Terra, e tu experimentas, solo verdejante, a sombra dominadora do descalabro moral dos homens, na Consciência Cósmica que te gerou, estão definidos os desafios e rumos para que logres as tuas conquistas em futuro próximo.

Dormem, nas montanhas em que te apoias e na intimidade das águas oceânicas do Atlântico, que te banha de norte a sul, tesouros inimagináveis que te destacarão mais tarde no concerto econômico das grandes nações.

Embora a conspiração deste momento contra as tuas matas grandiosas, sobreviverás às ambições desconcertantes de madeireiros, pecuaristas e agricultores desalmados e dos conciliábulos nefandos que lutam pela destruição da tua Amazônia, que permanecerá como o último pulmão da Terra, sustentando a sociedade que hoje se encontra sem rumo.

Padeces, na conjuntura atual, a sistemática desagregação dos valores ético-morais, políticos e emocionais, os mesmos que abalam o mundo, mas esses transitórios violadores do dever passarão, enquanto persistirá a tua destinação histórica, Pátria do porvir!

Conseguiste libertar-te da mancha cruel da escravidão em etapas contínuas, que culminaram no gesto audaz da tua filha, que não teve pejo de, na ausência do pai, pôr fim ao abuso da exploração impiedosa do negro, também teu filho, no eito terrível e hediondo da perversidade.

Logo depois, já livre do jugo da pátria-mãe que te humilhava, pondo-te em subalterna situação, aspiraste por voos mais altos, que um dia se transformaram em liberdades democráticas que sorriram para ti; e o teu pavilhão verde, azul e amarelo tremulou, numa república, que a partir de então podia compartilhar do banquete internacional realizado pelos povos livres da Terra.

É certo que ainda estertoras, neste momento de desafios, quando a cultura cambaleia, a ética desfalece, a moral se perverte e os direitos humanos esquecidos são postos à margem pelos dominadores ignorantes de um dia.

Tu, porém, sobreviverás a toda essa desdita, Brasil! Compreende, neste momento, a desenfreada manobra dos manipuladores da opinião pública e a daqueles que te dilapidam os valores, transferindo-os para os paraísos fiscais da ignomínia e da insensatez, porque esse hediondo crime contra a tua economia e os milhões de vidas, será de duração efêmera. Eles morrerão deixando tudo em contas secretas em aplicações de que jamais se utilizarão…

Orações

Oração para você

Senhor,
Que eu seja imune a todos os falidos sentimentos que contaminam e destroem o ser humano,
Que eu me livre dos ódios e mágoas que só corroem a alma,
Que eu lute contra o egoísmo, o orgulho e a vaidade sem medo e sem tréguas.
Que eu me lembre a cada segundo das diretrizes do evangelho para fortalecimento do meu espírito,
Que eu entenda a maldade e a indiferença dos homens como  enfermidade moral.
Que eu consiga romper os dias na sociedade que sofre com o desamor e que lamentavelmente invade as nossas casas e as nossas famílias.
Que eu saiba perdoar toda estupidez e iniqüidade para me tornar uma pessoa melhor.
Que eu possa lamentar, pela condição humana que tenho, mas, que prossiga sempre.
Que insistentemente eu suporte as investidas do desânimo que entorpece a alma e aniquila a esperança.
Que eu seja um soldado da paz, pela minha atitude diariamente, e que não me falte coragem e nem confiança no futuro, hoje e sempre.
Assim seja!

Ps. Comece o dia com essa oração.
Casa do Cinza

Orações

OBRIGADO POR TUDO…QUE ME DESTES!

OBRIGADO POR TUDO…QUE ME DESTES!

Senhor, muito obrigado, pelo que me deste, pelo que me dás! 
pelo ar, pelo pão, pela paz! 

Muito obrigado, pela beleza que meus olhos vêem no altar da natureza. 
Olhos que contemplam o céu cor de anil, e se detém na terra verde, 
salpicada de flores em tonalidades mil! 

Pela minha faculdade de ver, pelos cegos eu quero interceder, por aqueles que vivem na escuridão e tropeçam na multidão, por eles eu oro e a Ti imploro comiseração, pois eu sei que depois dessa lida, numa outra vida, eles enxergarão! 

Senhor, muito obrigado pelos ouvidos meus, que me foram dados por Deus. Ouvidos que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro, a melodia do vento nos ramos do salgueiro, a dor e as lágrimas que escorrem no rosto do mundo inteiro. Ouvidos que ouvem a música do povo, que desce do morro na praça a cantar. A melodia dos imortais que a gente ouve uma vez e não se esquece nunca mais. 

Diante de minha capacidade de ouvir, pelos surdos eu te quero pedir, pois eu sei, que depois desta dor, no teu reino de amor, eles voltarão a ouvir! 

Muito obrigado Senhor, pela minha voz! Mas também pela sua voz, que canta, que ensina que consola. Pela voz que com emoção, profere uma sentida oração! Pela minha capacidade de falar, pelos mudos eu Te quero rogar, pelos que sofrem de afazia, não falam de noite, não cantam de dia. 

Pela minha facilidade de falar, pelos mudos eu te quero rogar, pois eu sei que depois desta dor, no teu reino de amor, eles também cantarão! 

Muito obrigado Senhor, pelas minhas mãos, mas também pelas suas mãos. Mãos que aram, que semeiam, que agasalham. Mãos de caridade, de solidariedade. Mãos que apertam mãos. Mãos de poesias, de cirurgias, de sinfonias, de psicografias, mãos que numa noite fria, lava louça numa pia. 

Mãos que a beira de uma sepultura, abraça alguém com ternura, num momento de amargura. Mãos que no seio, agasalham o filho de um corpo alheio, sem receio, e os pés que me levam a caminhar, sem reclamar, eu te quero louvar. 

Porque eu vejo na Terra amputados, deformados, aleijados, desgraçados …e eu posso bailar!!… Por eles eu oro, e a ti imploro, porque eu sei que depois dessa expiação, numa outra situação, eles também bailarão. 

Por fim Senhor, muito obrigado pelo meu lar! Mas também pelo seu lar, pois é tão maravilhoso ter um lar… 

Não importa se este lar é uma mansão, um ninho, uma casa no caminho, um bangalô, um grabato de dor, seja lá o que for! O importante é que dentro dele exista a presença do amor! 

O amor de mãe, de pai, de irmão… De alguém que nos dê a mão, nem que seja a presença de um cão, porque é tão doloroso viver na solidão! 

Mas se eu a ninguém tiver, nem um teto para me agasalhar, uma cama para eu deitar, um ombro para eu chorar, ou alguém para eu desabafar…, não reclamarei, não lastimarei, nem blasfemarei. 

Porque eu Te tenho a Ti, muito obrigado porque eu nasci, Pelo teu amor, muito obrigado Senhor! 

Orações

Oração frente a uma missão

Senhor,
Tenho mais a agradecer que pedir.
Me deste a missão de construir ao invés de destruir.
Me deste a chance de solucionar ao invés de complicar.
Me deste a força para vencer ao invés de perder.
Como nos ensinou, “peça e obterás”, eu peço agora, com todas as minhas forças, que fortaleça minhas energias  no propósito do bem.
Creio na tua misericórdia e na tua bondade.
Creio na paz e no amor.
Creio em ti, Senhor e no amparo de seus benfeitores.
Rogo tua proteção hoje e sempre.
Em teu nome seguirei meus passos e serei bem sucedido.
Assim seja.

Orações

Pergunta-me Senhor

Senhor,
Se um dia eu estiver “cheio de vida”, com vontade de sumir, de morrer, insatisfeito comigo e com o mundo em torno de mim…
-Pergunta-me, apenas se eu quero trocar a luz pelas trevas…
-Pergunta-me se eu quero trocar a fartura da mesa posta, pelos restos que tantos vem buscar no lixo.
-Pergunta-me se eu quero trocar meus pés por uma cadeira de rodas.
-Pergunta-me se eu quero trocar minha voz pelos seus gestos.
-Pergunta-me se eu quero trocar o mundo maravilhoso dos sons pelo silêncio dos que nada houvem
-Pergunta-me se eu quero trocar o jornal que leio e depois jogo no lixo, pela miséria dos que vão buscá-lo para fazer dele seu cobertor.
-Pergunta-me se eu quero trocar minha saúde pelas doenças incuráveis de tanta gente.
-Pergunta-me também até quando não reconhecerei as Tuas bênçãos, afim de fazer de minha vida um hino de louvor e gratidão e dizer todos os dias, do fundo de mim:
Obrigado Senhor!

Mensagens Anônimas, Orações

Poema Divino

 

 Pai nosso, que estás no céu, na terra, no fogo, na água e no ar. Pai nosso, que estás nas flores, no canto dos pássaros, no coração a pulsar; que estás na compaixão, na caridade, na paciência e no gesto de perdão.

Pai nosso, que estás em mim, que estás naquele que eu amo, naquele que me fere, naquele que busca a verdade. Pai nosso, que estás naquele que caminha comigo e naquele que já partiu, deixando-me a alma ferida pela saudade.

Santificado seja o Teu nome por tudo o que é belo, bom, justo e gracioso, por toda a harmonia da Criação. Sejas santificado por minha vida, pelas oportunidades tantas, por aquilo que sou, tenho e sinto e por me conduzir à perfeição.

Venha a nós o Teu reino de paz e justiça, fé e caridade, luz e amor. Reino que sou convocado a construir através da mansidão de espírito, reflexo da grandeza interior.

Seja feita a Tua vontade, ainda que minhas rogativas prezem mais o meu orgulho do que as minhas reais necessidades.

Ainda que muitas vezes eu não compreenda mais do que o silêncio em resposta às minhas preces, não Te ouvindo assim dizer: Filho aguarda, tua é toda a eternidade.

O pão nosso de cada dia me dá hoje e que eu possa dividi-lo com meu irmão. As condições materiais que ora tenho de nada servem se não me lembro de quem vive na aflição.

Pão do corpo, pão da alma, pão que é vida, verdade e luz. Pão que vem trazer alento e alegria: é o Evangelho de Jesus.

Perdoa as minhas ofensas, os meus erros, as minhas faltas. Perdoa quando se torna frio meu coração; quando permito que o mal se exteriorize na forma de agressão.

Que, mais do que falar, eu saiba ouvir. Que, ao invés de julgar, eu busque acolher. Que, não cultivando a violência, eu semeie a paz. Que, dizendo não às exigências em demasia, possa a todos agradecer.

Perdoa-me, assim como eu perdoar àqueles que me ofenderem, mesmo quando meu coração esteja ferido pelas amarguras e dissabores da ingratidão.

Possa eu, Senhor da Vida, lembrar de que nenhuma mágoa é eterna e de que o único caminho que me torna sublime é a humilde estrada da reconciliação.

Não me deixes cair nas tentações dos erros, vícios e egoísmo, que me tornam escravo de minha malevolência.

Antes, que Tua luz esteja sobre mim, iluminando-me, para que eu te encontre dentro de minh’alma, como parte que és de minha essência.

E livra-me de todo o mal, de toda violência, de todo infortúnio, de toda enfermidade. Livra-me de toda dor, de toda mágoa e de toda desilusão.

Mas ainda assim, quando tais dificuldades se fizerem necessárias, que eu tenha força e coragem de dizer: Obrigado, Pai, por mais esta lição!

*  *   *

Tudo o que nos cerca é poesia Divina. Há um traço de Deus em cada ser da Criação.

Busquemos por Ele no desabrochar das flores, no correr das águas, no canto do vento, no cintilar das estrelas.

Mas, acima disso, busquemos por Ele em nosso interior. Basta que, por um instante, fechemos os olhos e O sintamos: lá Ele está, dando rima aos versos de nossas vidas…

 

Redação do Momento Espírita.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 25, ed. FEP.
Em 9.9.2013.

 

Orações

Oração a Maria

Oração a Maria

Meiga filha do Eterno Pai, amparai aos que peregrinam os rincões inferiores da vida, para que neles aflore o desejo de Conhecimento, Certeza e Bondade, deixando de parte as idolatrias, os paganismo, os ritualismos e todas as formas inferiores de culto espiritual.

Anjo tutelar das legiões que socorrem nas trevas e nos lugares de dor, atendei ao clamor daqueles que, arrependidos, anseiam reencontrar o Caminho da Verdade que livra.

Doce Mensageira do Amor, derramai vossa ternura maternal sobre os corações aflitos, para que se elevem às alturas do trabalho redentor.

Senhora Eleita, inspirai o sentimento da Verdade, do Amor e da Virtude nos corações de todos aqueles que tendem aos desatinos do mundo, para que não desçam aos lugares de pranto e ranger dos dentes.

Levantai, ó Senhora, dos abismos tenebrosos, a todos quantos erraram por causa dos fanatismos religiosos.

Intercedei, ó meiga estrela, por aqueles que, esquecidos da Lei e olvidados de Jesus Cristo, mergulharam nos lugares de sombra e de dor.

Ó ternura, ponde sentimentos de pureza em todos os corações femininos, para que se convertam em verdadeiros anjos guardiões.

Sede a luz, ó Maria, daqueles olhos que não podem ver.

Amparai, ó Senhora, aos que fraquejam ao longo dos caminhos da vida.

Ouvi, ó Símbolo das Mães, a voz dos que podem falar.

Enxugai a lágrima, ó meiga irmã, daqueles que padecem falta de misericórdia.

Dominadora de paixões, sede o anjo guardião, daqueles que temem resvalar nas vielas do pecado.

Consoladora dos aflitos, ungi com o Bálsamo do Amor aos que se encontram de coração angustiado.

Guiai os passos, ó doce amiga, dos que tendem a desanimar em face das torturas do mundo.

Depositai, ó Maria, em todos os corações, o sentimento de igualdade perante as leis que regem o Universo Infinito.

Conduzi ao pórtico da Verdade, ó candura, a quem se encontrar perambulando pelos caminhos da inverdade e do crime.

Envolvei com o vosso azulino manto, ó Maria, a todos aqueles que procuram as verdades eternas, perfeitas e imutáveis de Deus, através da Divina Modelagem de Jesus Cristo.

Apontai, ó luminosa estrela, ao Testamento da Moral, do Amor, da Revelação, da Sabedoria e da Virtude, para que todos os filhos do Altíssimo encontram, de uma vez para sempre, os braços abertos do Divino Amigo.

Oração a Maria Meiga filha do Eterno Pai, amparai aos que peregrinam os rincões inferiores da vida, para que neles aflore o desejo de Conhecimento, Certeza e Bondade, deixando de parte as idolatrias, os paganismo, os ritualismos e todas as formas inferiores de culto espiritual. Anjo tutelar das legiões que socorrem nas trevas e nos lugares de dor, atendei ao clamor daqueles que, arrependidos, anseiam reencontrar o Caminho da Verdade que livra. Doce Mensageira do Amor, derramai vossa ternura maternal sobre os corações aflitos, para que se elevem às alturas do trabalho redentor. Senhora Eleita, inspirai o sentimento da Verdade, do Amor e da Virtude nos corações de todos aqueles que tendem aos desatinos do mundo, para que não desçam aos lugares de pranto e ranger dos dentes. Levantai, ó Senhora, dos abismos tenebrosos, a todos quantos erraram por causa dos fanatismos religiosos. Intercedei, ó meiga estrela, por aqueles que, esquecidos da Lei e olvidados de Jesus Cristo, mergulharam nos lugares de sombra e de dor. Ó ternura, ponde sentimentos de pureza em todos os corações femininos, para que se convertam em verdadeiros anjos guardiões. Sede a luz, ó Maria, daqueles olhos que não podem ver. Amparai, ó Senhora, aos que fraquejam ao longo dos caminhos da vida. Ouvi, ó Símbolo das Mães, a voz dos que podem falar. Enxugai a lágrima, ó meiga irmã, daqueles que padecem falta de misericórdia. Dominadora de paixões, sede o anjo guardião, daqueles que temem resvalar nas vielas do pecado. Consoladora dos aflitos, ungi com o Bálsamo do Amor aos que se encontram de coração angustiado. Guiai os passos, ó doce amiga, dos que tendem a desanimar em face das torturas do mundo. Depositai, ó Maria, em todos os corações, o sentimento de igualdade perante as leis que regem o Universo Infinito. Conduzi ao pórtico da Verdade, ó candura, a quem se encontrar perambulando pelos caminhos da inverdade e do crime. Envolvei com o vosso azulino manto, ó Maria, a todos aqueles que procuram as verdades eternas, perfeitas e imutáveis de Deus, através da Divina Modelagem de Jesus Cristo. Apontai, ó luminosa estrela, ao Testamento da Moral, do Amor, da Revelação, da Sabedoria e da Virtude, para que todos os filhos do Altíssimo encontram, de uma vez para sempre, os braços abertos do Divino Amigo.
Orações

Prece de Cáritas

Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade,

Dai a força àquele que passa pela provação,

Dai a luz àquele que procura a verdade; ponde no coração do homem a compaixão e a caridade! 

Deus,

Dai ao viajor a estrela guia, ao aflito a consolação, ao doente o repouso. 

Pai,

Dai ao culpado o arrependimento, ao espírito a verdade, à criança o guia, e ao órfão o pai!

Senhor, que a Vossa Bondade se estenda sobre tudo o que criastes.

Piedade, Senhor,  para aquele que vos não conhece, esperança para aquele que sofre.

Que a Vossa Bondade permita aos espíritos consoladores derramarem por toda a parte, a paz, a esperança, a fé. Deus! Um raio, uma faísca do Vosso Amor pode abrasar a Terra; deixai-nos beber nas  fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão, todas as dores se acalmarão. 

E um só coração, um só pensamento subirá até Vós, como um grito de reconhecimento e de amor. Como Moisés sobre a montanha, nós Vos esperamos com os braços abertos, oh Poder!, oh Bondade!, oh Beleza!, oh Perfeição!, e queremos de alguma sorte merecer a Vossa Divina Misericórdia.

Deus, dai-nos a força para ajudar o progresso, a fim de subirmos até Vós; dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará de nossas almas o espelho onde se refletirá a Vossa Divina e Santa Imagem. Assim Seja.

Orações

Oração de São Francisco

Oração de São Francisco

Senhor: Fazei de mim um instrumento de vossa Paz.
Onde houver Ódio, que eu leve o Amor,
Onde houver Ofensa, que eu leve o Perdão.
Onde houver Discórdia, que eu leve a União.
Onde houver Dúvida, que eu leve a Fé.
Onde houver Erro, que eu leve a Verdade.
Onde houver Desespero, que eu leve a Esperança.
Onde houver Tristeza, que eu leve a Alegria.
Onde houver Trevas, que eu leve a Luz!
Ó Mestre,
fazei que eu procure mais:
consolar, que ser consolado;
compreender, que ser compreendido;
amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna!
Amém.